Slow Travel: 3 dicas para viver a verdadeira experiência

Já tem o seu destino de férias marcado? E sabe que tipo de viagem quer fazer? Fique a conhecer o conceito de slow travel e aceite o convite para abrandar o ritmo.

Depois do slow living e do slow food, surge agora o conceito de slow travel – que é nada mais nada menos que mergulhar a fundo no seu destino de férias.

Se os seus dias de “descanso” são habitualmente marcados por grandes correrias, visitas a monumentos, refeições nos restaurantes mais badalados e partilhas constantes no Instagram, há uma grande probabilidade de chegar a casa mais cansado ainda do que quando foi de férias. Revê-se na descrição?

O slow travel – que traduzido à letra significa “viagem lenta” – contraria tudo isso. Esta é uma experiência calma, relaxada e de auto-conhecimento. O objetivo é mesmo desligar-se do mundo para se conectar a si mesmo. Não há espaço para redes sociais nem agendas muito preenchidas.

Adoptar esta forma de estar em viagens leva-o a conhecer o coração da cidade para onde viaja. A este conceito aderem pessoas que gostam de passear tranquilamente pelas ruas e relacionar-se com os locais, sem ter a preocupação de visitar todos os monumentos e museus assinalados previamente num mapa (quer por serem interessantes, quer por serem “instagramáveis”).

Seja a mergulhar em alto mar, a andar a cavalo pelos montes, a percorrer trilhos pelas florestas ou a relaxar numa ilha, é essencial que entre neste mood com o espírito de abraçar o meio ambiente e a cultura local para viver verdadeiramente o seu destino de férias.

Se quiser adotar este conceito já este verão, então há três dicas fundamentais a reter.

 

Organização

Embora o slow travel nos faça abrandar e relaxar, o mesmo não significa que tenhamos que ficar fechados em casa ou longe das atrações da cidade.

Faça uma larga pesquisa sobre o seu destino: quais os pratos típicos, os monumentos emblemáticos, os costumes ou datas festivas, para poder selecionar as atividades que realmente quer fazer. Desta forma, terá tempo para respirar fundo e viver o lugar onde se encontra.

Escolha atentamente onde vai pernoitar: o ideal é deixar os hotéis de parte e dar prioridade a alojamentos locais para que se sinta em casa.

 

Em modo off

Desligarmo-nos do mundo online significa abrandarmos o nosso ritmo e aproveitarmos ao máximo as experiências. O importante é focarmo-nos na qualidade ao invés da quantidade. Por isso desligue a internet do seu telemóvel e aproveite para ler um bom livro na praia, conhecer algumas pessoas da região ou aproveitar para comer um prato típico.

 

Sustentabilidade

O slow travel também traz valores fortes de sustentabilidade. Quando embarcamos neste tipo de experiência, é importante termos uma maior consciência ecológica, de forma a minimizarmos o nosso impacto no meio ambiente.

 

Gostou do conceito? Conte-nos como o vai adotar nestas férias.

Categorias
Sustentabilidade
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço