A carta do Santiago ao Pai Natal!

Querido Pai Natal, mais uma vez te escrevo com os meus desejos para o Natal. Então aqui vai:

Vou começar esta carta por te agradecer todos os presentes que me trouxeste o ano passado. Acertaste em tudo! O carro telecomandado era mesmo o que eu queria e o equipamento do meu clube incentivou-me a ir a todos os treinos para me tornar o próximo Cristiano Ronaldo.

Mas este ano, trago-te um pedido diferente. Além dos meus desejos, quero também partilhar contigo o que os meus manos querem. Eles têm dado dicas aos meus pais, mas não percebo o porquê de não te escreverem uma carta, tal como eu faço. Afinal, só tu podes concretizar os nossos desejos, certo?

Vou contar-te um bocadinho sobre cada um deles e dizer-te quais são os desejos deles para este Natal.

Mano Tiago, 1 ano

O meu mano Tiago é o mais novo cá de casa. Ainda não sabe ler nem escrever, mas eu já consigo perceber que ele adora animais.

Gosta de pegar nos meus animais de quinta e bater com eles no chão. Como isso me aborrece muito, decidi pedir vários brinquedos para ele, de forma a que não estrague os meus. É sabichão, traquinas e muito sorridente.

Mana Inês, 7 anos

A mana Inês é a única menina lá de casa e … é muito vaidosa. Gosta de purpurinas, de malas e de vestir bonecas. Até tem um armário cheio de vestidos para elas! Agora que pratica ballet, sou obrigado a assistir aos espetáculos que ela prepara em casa para toda a família. É bonita, meiga e gosta de dar abraços… tão apertados que até sufoco!

Eu, Santiago, 10 anos

Decidi que este ano quero ser mágico ou cientista. Ainda estou um pouco indeciso sobre qual das duas coisas quero fazer quando for grande, talvez me possas ajudar. Claro que vou continuar a ir aos treinos de futebol, mas posso ser bom em várias coisas, certo?

Como podes ver, sou indeciso. Gosto de ter vários brinquedos para criar histórias e mundos imaginários. Talvez seja por isso que goste tanto dos filmes do Harry Potter. E da magia!

Mano Gustavo, 15 anos

O mano Gu é o mais teimoso e rebelde. Prega-me imensas partidas quando não está a jogar videojogos ou a trocar mensagens com os amigos.

Gosta de construir coisas e de andar de skate. Talvez devas trazer-lhe um livro de como não aborrecer os irmãos mais novos. Ia ajudar-me imenso. Ou um relógio, para não se atrasar de manhã para ir para a escola!

Acho que não me esqueci de nada, Pai Natal. É uma lista comprida, mas não sei como é que os meus irmãos pensam que os meus pais se vão lembrar de tudo para te dizer. Fui mais esperto e decidi até mostrar-te onde podes encontrar todos os presentes. Lembra-te: estão todos num Centro muito especial, perto de minha casa!

Obrigada Pai Natal. Um feliz, divertido e delicioso Natal.

Categorias
Família
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço