“Foi a primeira vez que vim ao cinema”

Bem envelhecer é o projeto que trouxe mais de cem idosos ao nosso Centro, na passada quarta-feira, dia 23, para um dia diferente e especial.

Chovia e fazia frio lá fora. O nosso Centro começava a abrir as lojas para mais um dia, quando começaram a chegar as primeiras carrinhas que transportavam pessoas muito especiais.

Cerca de 11 instituições juntaram-se ao Nova Arcada para proporcionar um dia especial a vários idosos. Mais de uma centena. O programa estava definido: uma ida ao cinema, seguida de um almoço no IKEA, para terminar num ateliê de pintura.

De sorriso e felicidade estampada no rosto, como que a anunciar a alegria deste escape à rotina, foram ocupando a sala de cinema. Heidi, era o filme. E tal como conta a história, os milagres e o amor acontecem quando menos esperamos. Para alguns idosos que ali estavam, era a primeira vez que se sentavam numa sala de cinema. As luzes apagaram-se e reinou o silêncio na sala. O filme ia começar.

Ao almoço, as conversas, os sorrisos, as piadas, o relembrar de outros tempos, rematado por um gelado à sobremesa.

Na Praça Central, duas telas expostas. Sobressaíam os contornos a lápis dos grandes cavalos azuis do artista alemão Franz Marc, um dos mais famosos expressionistas do seu tempo.

Várias pinceladas coloridas destes nossos convidados especiais deram outra vida às obras… e a si próprios. O tempo afinal pode ser um bom amigo para quem anda sempre a lutar contra ele.

Se há momentos que marcam, este seguramente que foi um deles para esta centena de idosos. Seja através de um filme, de uma tertúlia à mesa ou de uma tela pintada.

Esperamos poder contar mais vezes com convidados tão especiais, consigo e com toda a família. Não fosse o Nova Arcada, um Centro de todos e para todos.

Veja um bocadinho do dia dos nossos convidados especiais neste vídeo.

 

Criado pela Rede Anti-Pobreza (EAPN), Núcleo Distrital de Braga em 2008, o “Bem Envelhecer” visa a promoção da qualidade de vida das pessoas idosas, incentivando a práticas de envelhecimento ativo com vista a prevenir perdas físicas, sociais e cognitivas associadas ao processo de envelhecimento.

Surgiu para acompanhar os seniores que vivem com baixos recursos e isolados, respondendo às mais diversas necessidades recomendadas pela Organização Mundial de Saúde para o Envelhecimento Ativo. Este projeto surgiu também devido à vontade expressa das entidades que atuam junto da população idosa mais carenciada, respondendo às suas necessidades do dia-a-dia, que podem ser satisfeitas através das mais diversas metodologias.

Atua nos concelhos de Amares, Braga, Guimarães, Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vila Verde, conta com inúmeras entidades parceiras.

Produção multimédia: Diogo Pimentel 

Categorias
Eventos
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço